• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • terça-feira, 14 de novembro de 2017

    Jardim Botânico inicia projeto para Alameda das Nações e dos Estados = (Galeria de Fotos)

    Mudas de árvores típicas de Israel foram plantadas no local nesta terça (14), em parceria com a embaixada do país do Oriente Médio

    Na manhã desta terça (14), a Alameda das Nações e dos Estados, no Jardim Botânico de Brasília, recebeu mudas típicas de Israel. Área com as plantas ganhou o nome de Jardim Bíblico. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

    Com o intuito de reunir espécies endêmicas de várias partes do mundo, a Alameda das Nações e dos Estados foi criada logo na construção do Jardim Botânico de Brasília, em 1985. Na manhã desta terça (14), o local começou a receber um novo projeto, que possibilitará o que foi pensado para ele originalmente.

    A alameda ganhou 29 mudas de árvores típicas de Israel. São oito tamareiras, sete oliveiras, sete romãzeiras, quatro videiras e três figueiras. Em uma segunda etapa, serão plantados trigo e cevada. A área com essas plantas foi nomeada Praça de Israel Jardim Bíblico.

    “O Jardim Botânico não tinha ainda um planejamento para que o projeto ali fosse tocado. Essa foi uma grande oportunidade para o lugar cumprir o papel para o qual foi idealizado”, explica o diretor executivo do parque, Jeanitto Sebastião Gentilini Filho.
    O projeto teve início graças à parceria com a Embaixada de Israel no Brasil, que procurou a instituição brasiliense para implementação da Praça de Israel, como parte das comemorações dos 70 anos do país do Oriente Médio, em abril de 2018.
    A ideia agora é convidar outras representações internacionais para ocupar a Alameda das Nações e dos Estados no Jardim Botânico - A ideia agora, segundo Gentilini, é convidar outras representações internacionais para ocupar o espaço.

    Em 2018, o projeto arquitetônico, desenvolvido pelo diretor adjunto do Jardim Botânico, Samuel John Guimarães, será concluído com a instalação de pergolados e de um espelho d’água.
    A arquitetura trará símbolos que refletem a cultura do país. “A água é um elemento muito importante para eles [os israelenses]”, reforça o diretor executivo.
    O novo local também será importante para a educação ambiental de visitantes e de alunos da Escola Classe Jardim Botânico, que ajudaram no plantio desta manhã. “O meio ambiente unifica todas as culturas. A natureza não tem limites geográficos.”
    Jardim Botânico de Brasília - Setor de Mansões Dom Bosco, Área Especial, Lago Sul - Visitação de terça a domingo, das 9 às 17 horas - Entrada: R$ 5 - Crianças até 12 anos incompletos, idosos a partir dos 60 anos e pessoas com necessidades especiais não pagam ingresso - >>>>  Como chegar


    Galeria de Fotos: - (   https://goo.gl/PdsYa1   )











    Agência Brasilia 

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.